THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

Pare o mundo que eu quero descer ...


Raul Seixas

tentando fazer poesia
do que me arranca a Alma,
ela mesma, mesmo que seja em pranto ...

sexta-feira, 23 de abril de 2010

VIDA

Vida, quem  és tu,

porque me fostes buscar, me trouxestes até ti, sem eu mesma ter pedido, a existência, não recordo de o fazer,
porque entras em mim e fazes-me seguir-te, sem escolha de qualquer outro caminho? sem prever,

pulsas em mim e sinto-te dentro, não sei quem és, nem como és, não te revelas, só sei que a ti pertenço, vida, até ao meu fim, até ao último momento!

não sei, por vezes, se eu sou tua, ou tu és minha, vida, se sou tua escrava, ou rainha,  não sei, busco continuamente um significado, um sentido, sem parar, desde que até a ti vim,

e que encontro? não encontro, nada, não te encontro, sinto-te apenas, dentro, no ar que respiro, nas minhas veias, sem descanso, dia após dia, vida, a latejar, em mim,

e porquê vida, repleta de segredos, como por magia, assim és, e um dia, perplexidade, e outro, um vazio,sem desfecho,

e fico, assim, vida, à espera do desenlace para ficar sabendo quem és, vida, se eu sou tua, ou tu és minha...

1 comentários:

FOFIS disse...

Oba fui a primeira seguidora hahahhahah estou bem um pouco corrido mas tudo bem, um otimo final de semana para voce tambem , beijos fofis sorte no seu blog novo

Aquilo a que a lagarta chama fim do mundo, o homem chama borboleta.
(Richard Bach)

Somos prisioneiros da vida e temos que suportá-la até que o último viaduto nos invada pela boca adentro e viaje eternamente em nossos corpos

Raul Seixas

Mensagens populares