THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

Pare o mundo que eu quero descer ...


Raul Seixas

tentando fazer poesia
do que me arranca a Alma,
ela mesma, mesmo que seja em pranto ...

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Adeus



um Adeus, querer


apenas, um
de quem se perdeu na Vida e já não a encontra


um Adeus
grande
de quem quer seguir vivendo
e já não se encontra


apenas, uma luz a elumina
e essa luz, pura e bela
lhe dá forças para seguir mais um dia
nesta clausura interna


que a mata, segundo e milésimas
sempre em dor se encontra
apenas quando lhe toca
num pensar, atrás do passado


do que esse luz lhe foi
lhe fez viver, reviver
sobreviver
apenas por a ver
brilhar, apenas
mais uma vez

e essa luz
apenas como um Anjo se me mostra
apenas, no jogo da vida
me retira dele mesmo
e me enleva em suas asas

e essas asas me protejem
me fazem querer viver um pouquinho mais
para sentir
nem que seja, só mais uma vez
sua luz relumbrar
e mim
e não sentir, nada
nada mais ...

ANALUZ






0 comentários:

Aquilo a que a lagarta chama fim do mundo, o homem chama borboleta.
(Richard Bach)

Somos prisioneiros da vida e temos que suportá-la até que o último viaduto nos invada pela boca adentro e viaje eternamente em nossos corpos

Raul Seixas

Mensagens populares