THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

Pare o mundo que eu quero descer ...


Raul Seixas

tentando fazer poesia
do que me arranca a Alma,
ela mesma, mesmo que seja em pranto ...

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

B





sabes ...
eu sei que sabes
só Tu sabes
que só tu me dás a vida

me fazes sentir, aquilo que já nem quero
aquilo que já esmoreceu em mim
mas que tu renovas, com  tua maestria

basta ler, tuas palavras
que me dás e entregas com tanto carinho
sentir-te, apenas, mesmo longe
quando não estás presente, no meu ninho

e quando contigo estou
e me entregas tua alma
me dizes que me queres ver bem, só isso para ti vale a pena
para te entregar a calma

minha alma, chora, de ternura, candura
e nem mesma eu sei ...

e quando, me pedes
vem... estar comigo... alguns momentos, apenas ...
vamos passear e sermos só nós dois

vivo, renasço, mais uma vez
e dás-me a vida nóvamente
aquela que o mundo retirou
aquela que Deus sente

e mesmo contra Deus
porque te quero mais que o mundo,
 tudo, aquilo que anima
e porque és o meu Deus, aqui na terra
não desisto jamais
de seguir senda acima




Analuz

0 comentários:

Aquilo a que a lagarta chama fim do mundo, o homem chama borboleta.
(Richard Bach)

Somos prisioneiros da vida e temos que suportá-la até que o último viaduto nos invada pela boca adentro e viaje eternamente em nossos corpos

Raul Seixas

Mensagens populares