THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

Pare o mundo que eu quero descer ...


Raul Seixas

tentando fazer poesia
do que me arranca a Alma,
ela mesma, mesmo que seja em pranto ...

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Luz




Luz
onde estás, onde te encontras!
onde te escondestes, que sempre me eras
onde fostes, brilhar, iluminar a quem

Luz
porque me faltas
quando de Ti mais preciso
quando me poderias retirar deste cláusulo
que tu mesma me aprisionsastes

Luz
porque já não brilhas
porque já não és
porque, nem sequer tivestes a ousadia
de me dizer adeus

e, agora
que te busco, incondicionalmente
em todos os cantos da vida
e não te encontro
nem sequer num lumiar, apenas,
te encontro

onde estás Luz
que fostes, minha
e quisestes me abandonar
sem avisar
sem me esclarecer onde te tinha ofendido

Luz
diz-me, apenas
onde estás, para eu
redimida, na minha alma
te encontrar, ou tentar 
que mais uma vez
sejas Minha .....

Analuz


0 comentários:

Aquilo a que a lagarta chama fim do mundo, o homem chama borboleta.
(Richard Bach)

Somos prisioneiros da vida e temos que suportá-la até que o último viaduto nos invada pela boca adentro e viaje eternamente em nossos corpos

Raul Seixas

Mensagens populares