THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

Pare o mundo que eu quero descer ...


Raul Seixas

tentando fazer poesia
do que me arranca a Alma,
ela mesma, mesmo que seja em pranto ...

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Mais




mais um dia passado, na conta que começou bem atrás


mais um sentir igual aos outros, com apenas diferenças


mais um aprendizado sem logros


mais um sentir irregular, de altos e muitos baixos


mais um revoar por pensamentos que se repetem


mais uma procura, infinita, em  mim, de um alcançar, inalcançado


mais  um questionar interno sem respostas

mais um sentir de inadequação


mais um viver sem magia


como minha alma almeja, segundo a segundo,


mais um cigarro apagado, mais uma bebida tragada,

usados como tentativa de fuga atroz, de mim mesma

mais um desesperar de mudança que não se realiza


apenas... mais um dia ...



Analuz

0 comentários:

Aquilo a que a lagarta chama fim do mundo, o homem chama borboleta.
(Richard Bach)

Somos prisioneiros da vida e temos que suportá-la até que o último viaduto nos invada pela boca adentro e viaje eternamente em nossos corpos

Raul Seixas

Mensagens populares