THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

Pare o mundo que eu quero descer ...


Raul Seixas

tentando fazer poesia
do que me arranca a Alma,
ela mesma, mesmo que seja em pranto ...

segunda-feira, 4 de julho de 2011

sonhando em vida




vivo em sonhos

e ninguém o sabe, ninguém sabe disso!

vivo de sonhos, desde  o meu acordar, passo a passo, no dia a dia

até que me entrego à noite e adormeço, sonhando

e nesses sonhos consigo ser eu

como realmente sou, e ninguém me conhece ...

e como vivo, dentro deles,

num voar no céu estrelado sózinha

rodopio e rodopio, e elevo-me no ar

sentindo-me luz, sentindo-me fada, 

sentindo-me livre

e sinto-me ser, apenas ser...

sem limites, sem obrigações, sem ter que colocar uma máscara que me retira de mim

e que mostra apenas um ser igual a todos

quando o não sou, não sinto assim, não sinto como eles

porque vivo em sonhos

em cada respirar, em cada pulsar, dentro

e  por isso não me compreendem e contra mim lutam

por não ser igual a eles

por eu viver sonhando, e eles, apenas

viverem sem sonhos ...

0 comentários:

Aquilo a que a lagarta chama fim do mundo, o homem chama borboleta.
(Richard Bach)

Somos prisioneiros da vida e temos que suportá-la até que o último viaduto nos invada pela boca adentro e viaje eternamente em nossos corpos

Raul Seixas

Mensagens populares