THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

Pare o mundo que eu quero descer ...


Raul Seixas

tentando fazer poesia
do que me arranca a Alma,
ela mesma, mesmo que seja em pranto ...

sexta-feira, 1 de julho de 2011

PA TI




cantar, sei que cantas ...

o som que sai da tua alma, de dentro, do fundo do teu ser,

cantar, sei que cantas, com alma e sentindo o teu corpo estremecer de prazer, num frenesim, dentro

quando cantas ...

e na voz, queres no canto alcançar tudo e todos

queres revelar ao mundo o que existe dentro, de ti ...

e os sons, que saiem de dentro, elevam-se ao céu

e ao mais alto, o que cantas

e assim,

entregas-te a ti mesmo, a ti,

porque no cantar, eu sei ..

extravassas sentimentos, dores, alegrias, angústias, esperanças, amores

que existem, sempre existiram como verdades, dentro

e no cantar, gritas ao mundo o teu canto

conseguindo libertar-te nesses momentos

da prisão que sentes dentro

da dor que sentes dentro

de viver neste mundo .... e assim

aprisionado,

e cantando

te libertas, eu sei,

te libertas,

e  alcanças aquilo que

não consegues alcançar

a não ser

cantando ....










0 comentários:

Aquilo a que a lagarta chama fim do mundo, o homem chama borboleta.
(Richard Bach)

Somos prisioneiros da vida e temos que suportá-la até que o último viaduto nos invada pela boca adentro e viaje eternamente em nossos corpos

Raul Seixas

Mensagens populares