THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES

Pare o mundo que eu quero descer ...


Raul Seixas

tentando fazer poesia
do que me arranca a Alma,
ela mesma, mesmo que seja em pranto ...

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Rogando



orando

sempre orando, no íntimo

orando para um novo amanhecer

para, poder ver, sentir, também o anoitecer

e viver, dentro, os dois

orando,

para encontrar-me a mim mesma aqui onde me encontro

que até ora não encontrei

e oro, sempre

porque assim me ensinaram

mas tendo aprendido outro orar além desse

no caminho da vida que percorri até hoje

oro, dentro, sempre

para sentir, o frenesim na alma que senpre procurei e não encontrei, nunca

aqui, onde me encontro!!

que sinto dentro, como meu, mas não o encontro, aqui

e orando, lanço minha alma ao céu

e brado, como brado

para que me seja dada uma resposta

para que possa compreender, de vez

para que preciso orar

para entender o que me vai na alma

e poder sequir, aqui, vivendo ...


Analuz

0 comentários:

Aquilo a que a lagarta chama fim do mundo, o homem chama borboleta.
(Richard Bach)

Somos prisioneiros da vida e temos que suportá-la até que o último viaduto nos invada pela boca adentro e viaje eternamente em nossos corpos

Raul Seixas

Mensagens populares